terça-feira, 30 de agosto de 2011

SAUDADES DA TERRINHA

Sou de Curitiba, aprendi a surfar em Pontal do Sul e tive o privilégio de frequentar a Ilha do Mel sempre que quis.
Peguei quase todos os lugares do Estado de jeito: direitas de Guaratuba (quase morri, correnteza dos infernos), Praia de Leste, Ipanema, Paralelas, Praia de Fora, Praia Grande, Vó Maria, Miguel, Pontalera (swell de sul com vento nordeste classico), Atolero, Caiobá...
Mas a melhor onda do Estado, de fato, é Matinhos, embora menos constante que a Ilha.
Tive a oportunidade de morar em Matinhos por alguns meses durante um estágio que fiz no Procon-PR em 96 ou 97 (to velho).
Foi muito bom, ficamos num hotel a menos de duas quadras do pico e caia sempre antes e depois do trampo.
É crowd, tem localismo (respeito é tudo), pedras para todos os lados, mas se pegar a boa, é onda pra fazer a cabeça por semanas.
Segue videozinho do tiagonepomuceno.com.br  furtado do site ricosurf - http://ricosurf.globo.com/NoticiasRicosurf2.asp?id=15237

Não consigo postar videos do vimeo, já tentei de tudo que é jeito e não rola...então vai do jeito tosco mesmo.

video

WQS NO BRASIL E ESPANHA - LINKS

PARA VER AO VIVO LÁ DA ESPANHA (HOJE JÁ FOI DADO DAY OFF, MUITO MERRECA)

http://www.aspeurope.com/events2011/zarautz/index.php

PARA VER AO VIVO LÁ DA BAHIA

http://www.surfbahia.com.br/evento/index.php


ex competidores da época de amador do KS aguardam as ondas em Zarautz. Foto: site do campeonato.

COMEÇA HOJE 6 STAR DE ZARAUTZ

Neste dia 30 inicia o último evento 6 estrelas antes do corte do ranking mundial, que ocorrerá após a etapa de NY do WT.
Com os resultados da etapa de Teahupoo nesta segunda, já podemos definir quem ainda tem alguma chance de se classificar, mesmo que remota e quem ainda corre risco de sair fora dos top 32 após a etapa de NY.

Travis não deve correr NY e não esta inscrito no 6 Estrelas da Espanha. Se isso se confirmar, morreu na praia.  Foto: ASP/Kristin


Entre o 29º colocado, Yadin Nicol e o 38º Fred P esta a zona denominada bolha do ranking.
O 39º, Tom Whitaker, mesmo que vença em Zarautz não chega na pontuação do atual 32º, Taylor Knox.

ABAIXO, RANKING UNIFICADO ATUALIZADO, COM TOTAL DE PONTOS E PONTUAÇÃO DE DESCARTE:

29
Nicol,Yadin
AUS
22701
1200
30
Pupo,Miguel
BRA
22283
1200
31
Payne,Dusty
HAW
21975
1750
32
Knox,Taylor
USA
21550
1750
33
Otton,Kai
AUS
21442
1542
34
Logie,Travis
ZAF
21392
675
35
Melling,Adam
AUS
20957
1750
36
Cardoso,Willian
BRA
19381
700
37
Florence,John John
HAW
19128
650
38
Patacchia,Fredrick
HAW
18703
1200


O mínimo de pontos que se faz numa etapa de WT são 500 e o máximo que se pode conseguir neste evento de Zarautz são 3500.
Os nomes em vermelho, caso percam de cara em NY levam 500 pontos pra casa, não mudando nada, já que não descartariam nada, no entanto concorrem a 10.000 pontos em caso de vitória, podem mudar muita coisa.
A chance dos 5 integrantes do WT se darem bem juntos em NY é pequena, mas existe, chegando em 9º já fazem 4.000 pontos, ou seja, mais que os 3.500 oferecidos na Espanha.

E os nomes em preto podem fazer no máximo 3.500 pontos. Contudo, apenas Pupo e Cardoso estão escalados para competir em Zarautz. http://www.pro-surfing.com/alhunt/files/2011evt70.pdf

Miguel Pupo esta prestes a realizar seu objetivo, entrar no WT 2011. Foto: Hurley

Denota que Yadin se deu por classificado, apesar de eu achar que ainda pode correr risco e J. J. Florence vai tentar entrar no corte após o Pipemaster.

Travis é outro da bolha que não corre Zarautz. Ele mandou bem no Tahiti, mas Bobby Martinez já falou que vai correr em NY e é um evento Quicksilver e acho que Dane Reynolds tbém estará por lá, não devendo rolar vaga para o sul africano, muito menos para Cory Lopes que esta ainda mais abaixo no ranking.

Willian tem uma missão dificil pela frente, mas não impossível, para se classificar para o WT ainda em 2011. Foto: sufaqui.com

A situação de Pupo é relativamente tranquila, passando algumas baterias deve se garantir. Já Willian mesmo que vença na Espanha, precisa de sorte para entrar, mas fica em boa condição para o resto do ano, e para tentar a entrada no segundo corte, pós Hawaii.
Assim que tiver o link do site do campeonato de Zarautz posto aqui. Tomara que passe ao vivo e não se repita o fiasco do evento da Inglaterra.

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

ALIEN LEVA TÍTULO PARA MARTE E ASSUME LIDERANÇA DO TOUR

Kelly Slater, merecidamente, leva o título do Billabong Tahiti Pro 2011!
Infelizmente isso fez com que minha previsão fosse 99% certa, mas ta valendo.
Owen fez por onde e encarou o careca sem medo, fazendo tudo correto, mas com o KS tudo certo é pouco, tem que ser tudo perfeito.
Ficou com um honroso segundo lugar.

KS depois do US Open, o careca levou em Teahupoo também, levando a liderança do ranking. Décimo primeiro título a vista? Foto. site do campeonato.


O pessoal da bolha do ranking impressionou e fez a mala no tahiti, com o ranking unificando sofrendo grandes alterações.Simpo, Travis, Raoni, Fred P foram os maiores beneficiados do evento neste quesito.

Raoni, o melhor brasileiro na prova, era um dos que precisava desesperadamente de pontos, e acho que praticamente se garantiu no WT pós corte, ainda mais ao considerarmos que vai para NY com moral de sobra para quebrar as merrecas da Big Apple.

A briga do título ficou melhor ainda.
KS, Joel, Jordy, Mineiro, Fanning e Taj estão no páreo e tudo indica que a briga será de foice até o final.
Este ano tem tudo para definir o título nas últimas baterias da ultima prova, em Pipeline.

Vi muitas reações negativas à vitória do KS, que é maçante, que ta chato, etc.
Na real isso, nem de longe, é culpa do KS, é culpa de todos os atletas que não conseguem ganhar dele.
A maioria dos atletas quando vai enfrentá-lo já entra derrotado. Algumas exceções são Mineiro e Owen, que demonstrou isso hoje na final, lutando até o final.
Excelente campeonato, transmissão impecável, menos pelo GT, com as imagens mais impressionantes do ano.

Rolou um clima? GT com chapelzinho village people e Wilko. Foto: surfocratacrazydeals
ATUALIZANDO:
(Olha o Owen! Olha outro na disputa pelo caneco!)


BILLABONG PRO TAHITI FINAL RESULTS:
1 – 
Kelly Slater (USA) 18.43
2 – Owen Wright (AUS) 17.10
BILLABONG PRO TAHITI SEMIFINAL RESULTS:
SF 1: 
Kelly Slater (USA) 14.50 def. Josh Kerr (AUS) 10.60
SF 2: Owen Wright (AUS) 19.50 def. Travis Logie (ZAF) 14.40
BILLABONG PRO TAHITI QUARTERFINAL RESULTS:
QF 1: 
Josh Kerr (AUS) 11.94 def. Jeremy Flores (FRA) 11.83
QF 2: Kelly Slater (USA) 17.50 def. Matt Wilkinson (AUS) 6.17
QF 3: Travis Logie (ZAF) 18.07 def. Brett Simpson (USA) 17.14
QF 4: Owen Wright (AUS) 16.74 def. Raoni Monteiro (BRA) 13.10
ASP WORLD TITLE RANKINGS TOP 5 (After Billabong Pro Tahiti)
1. 
Kelly Slater (USA) 26,950 pts
2. Jordy Smith (ZAF) 26,500 pts
3. Joel Parkinson (AUS) 26,200 pts
4. Adriano de Souza (BRA) 22,750 pts
5. Owen Wright (AUS) 21,900 pts
16. Alejo Muniz (BRA) 13,150 pts
17. Jadson André (BRA) 12,200 pts
20. Raoni Monteiro (BRA) 10,700 pts
28. Heitor Alves (BRA) 7,500 pts


RAONI É O BRASIL NO TAHITI - BOLÃO

Que dia! Que dia longo!
Cheio de glórias, no entanto.
Ainda acho que a ASP poderia ter encerrado o evento na sexta ou mesmo hoje. Veremos amanhã se o swell ainda tem consistencia para mandar ondas suficientes até a final. As ultimas baterias de hoje foram meio sonolentas devido a demora das séries.

Jordy Smith levou uma pancada nas costelas durante a bateria contra Travis. Teve sangue no olho e voltou pra competir. Vale título, não é? Foto site do campeonato

A ASP evitou um vexame histórico ao rever seus atos e refazer a bateria entre Jordy Smith e Travis.
O art. 104 e 106 do livro de regras da ASP preve paralisação de uma bateria, mas não especifica os motivos, apenas preve que nenhum pode levar vantagem sobre o outro por conta da paralisação.
E foi justamente o que ocorreu com Travis.
E as velhas discussões sobre notas....
De qualquer forma foi um dia épico de competição. As notas e principalmente, as imagens, demonstram isso.
Assim que os videos forem postados vou colocando aqui.

GO GORDO! Outro menino maluquinho, as fotos do dia de ontem estão pingando aos poucos...uma mais impressionante que a outra. Foto: revista parafina

Brasileiros

Jadson teve que cair logo de cara no mar, porque Dusty Payne não pode competir.
Foi uma bateria épica, com um mar grosso, acordando ainda, e com bombas de mais de 8 pés rodando.
O dez do Wilko foi merecidíssimo, sem dúvidas, mas o 6,77 do Jadson ficara entalado na garganta por algum tempo, ainda mais após os replays em camera lenta em alta definição exibidas durante a transmissão.
Para o Jadson passar esta bateria esta onda deveria valer ao menos 7,6 e valia isso fácil, muito fácil.
Por isso afirmo que o Jadson foi garfado.

Esta onda de Jadson foi completada até o canal com perfeição e atitude e só valeu 6,77! Garfo!!! Foto site docampeonato


Ricardinho caiu em seguida contra o careca alien. Ricardo deu o sangue e conseguiu a maior nota da bateria. Deu um calor danado no KS, como poucos deram. Mas achei a vitória justa. Não tem jeito, KS consegue achar as ondas boas em momentos cruciais da bateria. Genio.

Ricardinho, como previsto, surfou para caralh%$&%! Deu um susto danado no careca. Foto: site do campeonato

Raoni dominou CJ Hobgood. CJ não se encontrou num mar que estava muito mais ao seu feitio do que para o brasileiro. Monteiro que não tinha nada a ver com isso e precisa desesperadamente destes pontos, passou para a fase que ninguém perde, com segurança.

Nesta fase, round 4, com baterias de 3 atletas, Raoni participou da melhor da fase, contra um iluminado Owen que fez dois 10, mas só recebeu um.

Se levantou na última da fase 5, ao eliminar Davo com apenas duas ondas surfadas, dando um pequeno vacilo no final, ao ceder a última para o adversário que quase virou. Pega Owen de novo. Passando ou não Raoni representou muito neste campeonato. Passou baterias com go for it, consistencia e acima de tudo cabeça.

Raoni já fez seu melhor resultado no ano. Será que passa pras finais? Tomara. Foto: wetworks

Gringos

Jeremy com seu histórico 20 pontos, igualando KS e Joel na era das duas ondas e Shane Beschen, que fez 30 pontos em Kirra, na era das 3 ondas. Feito histórico relevante para o frances pipemaster!
Owen, fez igual ao Jeremy, só que não deram os dois 10 pra ele, merecia!
Josh Kerr, caindo de 6´2, ta surfando muito tranquilo, não importa a condição.
Brett Simpo, tenho que rever meus conceitos com ele...surpreendeu, caçou os tubos sem medo de ser feliz.

Simpo, ainda esta no evento. Alguém apostaria nele nesta fase? duvido. Foto site do campeonato

Bolão

O mar deve diminuir um pouco amanhã.
Na primeira das quartas o embate dos dois melhores surfistas do evento até agora, Jeremy e Josh. Jeremy surfou a bateria perfeita hoje, mas Kerr esta com tudo e consegue sua primeira semi final da carreira no WT.

Na segunda KS encerra a surpreendente trajetória de Wilko, que na minha opinião até já foi longe demais.

Na terceira Travis bate Simpson, que tbém é outro que surpreendeu só por ter chego até aqui.

E na última, Owen passa por Raoni que consegue bons pontos no ranking e vai para NY para definir sua permanencia na elite.

Na primeira semi, Kerr se afoba e erra muito deixando o caminho livre para KS, careca rabudo...

Na segunda Owen ignora a presença de Travis, que parecia satisfeito, foi convidado no susto e arranca um terceiro? Ta de bom tamanho pra ele.

Acho que Owen leva. e vc? Foto site do evento


Na final, épica, Owen abotoa o careca, que sobe no ranking e afia as garras para arrancar para o título nas duas etapas em casa que tem pela frente.

E tenho dito.

domingo, 28 de agosto de 2011

BIG AND FURIOUS

Lembro de um dos primeiros relatos que li sobre Teahupoo. Era um conto de horror, descrevendo uma morte naquela onda. Um local supostamente teria sido decapitado durante a vaca...

Tanto na sexta feira histórica, quanto este sábado de town in suicida, alguns atletas passara perto de sofrer graves acidentes.



Faz parte do jogo, dizem.
Concordo, mas em outros jogos/esportes de risco, esta lá nas regras, as condições mínimas de segurança para a prática do esporte, inclusive quanto a equipamentos, vide, hans, capacetes, cinto de segurança, roupas especiais, joelheiras, cotoveleiras, etc.

O espetaculo foi incrível, mas isso pode ter um custo.

CAMPEONATO

Como houve alguns dias bons de ondas não aproveitados pela organização, eu achei que esta sexta feira poderia finalizar o evento com chave de ouro.
Reputações foram criadas, mantidas e aumentadas nesta sexta feira.
É impossível falar qualquer coisa deste dia de campeonato, sem mencionar Jeremy Flores. Épico! Go For It total, MVP do dia, sobrando, mas vamos por partes.

Jeremy - Menino Maluquinho - Foto Asp

Brasileiros

Logo na segunda bateria Ricardo dos Santos, catarinense local da Guarda do Embaú botou pra baixo sem medo algum, como de costume, e abotoou Taj Burrow.
Achei que sua onda 8,5 valia um pouco mais, o que não influenciou no resultado, ainda bem.
Não concordei com muitas notas desta sexta feira. Parece que os juizes não estavam de frente para um mar com mais de 10 pés balançado.
Ricardinho terá KS pela frente. KS começou devagar, é verdade, mas ele constrói o evento dentro da cabeça e a primeira rodada não é hora de escrachar. Nick Carroll durante a transmissão previu vida dura a KS, estou com ele.

Ricardo dos Santos deve ter feito alguém da Billabong se coçar para renovar com ele. Retorno garantido. Foto. Asp


Na oitava disputa, com todos já com o coração na boca pelas disputas até então, Mineiro e Raoni caíram na agua. Mineiro foi o primeiro a achar uma boa, estava tudo certo até que algo aconteceu dentro do tubo e ele saiu quicando na onda e acabou rodando com o lip. Momento tenso. Acho que ele tentou largar a borda e acabou desequilibrando, não sei.
Raoni demorou um pouco, mas veio numa bomba que abriu um tubo enorme. 10 merecido e lugar na próxima fase.
Foi ruim para Mineiro que deixou de aproveitar a derrota do Parko para subir no ranking, mas foi excelente para Raoni tentar se manter no WT.
O carioca não terá vida fácil no round 3 onde pega o campeão mundial de 2001 e autor da maior média da primeira fase, CJ Hobgood. Esta com moral por conta da nota 10, mas CJ é famoso por completar drops suicidas em Chopes.

Raoni é 10! Foto: ASP

Jadson passou por Gudauskas numa bateria de poucas ondas boas. Jadson tentou muito, e pagou o preço com duas vacas horrorosas. As notas eram tão baixas que Pat quase vira no final mesmo numa onda fechada. Jadson mostrou atitude e pode ter ganhado confiança para as proximas fases.
Ele pega Wilko na sequencia.
Wilko parecia, com razão, com medo na bateria contra Alejo, enquanto Jadson beirou a inconsequencia na sua bateria. Só por isso Jadson já seria favorito, mas se o mar continuar meio balançado e com várias fechando, o fator sorte entra em cena.

Jadson respondendo KS dentro do caroço. Foto: Asp


Em seguida, o hermano catarina, Alejo Muniz, logo no primeira onda desceu uma bomba, cavou com a onda já bafando e saiu limpo no canal, 9,6 pra ele.
Valia 10, mas tudo bem, a comunidade do surf sempre julga melhor e Alejo ganhou 20 em respeito. Já foi rookie da Triplice Coroa Havaiana, num mar de mais de 10 pés em Sunset e sempre foi atirado.
Nem achei que deu mole, porque tentou em algumas ondas, deu azar. Matt achou a onda salvadora no final.
Alejo vai aprender com esses erros. Estou ansioso para ve-lo no Havai de novo.

Matt Wilko. Morte Horrível. Foto: Asp


Na última da fase, Heitor não se achou e Davo fez sua melhor bateria do ano. Heitor terá que se levantar em NY para evitar qualquer susto. Ele que já deixou o WT por poucos pontos no passado, sabe disso melhor que ninguém.

Gringos

O já mencionado Flores virou heroi neste dia, mas podemos destacar Josh Kerr, Kai Otton e Julian Wilson como destaques, mesmo com este último sendo eliminado.

Kai também tirou um 10. É casca grossa o australiano. Foto: ASp


As fotos estão espetaculares e são todas da ASP.
E os videos...sem palavras. Basta fuçar no voce tubo que tem aos montes. Como estes:



SHOW DE HORROR



MELHORES MOMENTOS SEXTA


Ainda não acabou. CLIQUE AQUI PARA VER AO VIVO

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

VIDEOS ENTRE CAMPEONATOS

Com a facilidade de se comprar uma camera digital e aprender a editar no computador, os intervalos entre campeonatos, principalmente em pernas longas, como a Européia, são épocas férteis para novos videos de surf, produzidos e editados  pelos próprios pros...
E estes videos estão cada vez melhor produzidos e editados, enriquecendo e muito e cena do surf profissional.
Segue alguns videos:

Este primeiro, "furtei" do blog do meu parceiro de kart e simulador, Jano Belo. Mostra imagens durante o US Open e os dois primeiros eventos da perna européia.





Este eu peguei do excelente blog Surf is in the Air, com os surfistas Alan Donato e Halley Batista quebrando em Newquay, Inglaterra.



E este último, esta no blog do Thiago Camarão, aproveitem.

http://vimeo.com/28149222

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

SURF AO VIVO AGORA - 4 STAR VIRGINIA

OFENDIDOS DEMAIS

Li outro dia, na Fluir acho, alguém escrachando os caras do mesurf, porque fizeram um video só das comemorações do Mineiro. Achou abuso dos caras, sei lá...maldade eles terem mencionado que quem visse o video ia adorar a paixão do Mineiro.
Eu vi o video e não achei nada demais...acredito muito naquela velha máxima..."não há má publicidade" e os patrocinadores do Adriano concordam comigo. Isso sem falar que uma das coisas mais maneiras do Mineiro é sua intensidade, sua paixão.
As vezes acho que nós, brasileiros, nos ofendemos tão rápido quanto estendemos tapetes vermelhos a nossos visitantes.
Um ou dois anos atras o Dusty Payne falou que não gosta de vir pro Brasil porque as ondas são ruins. Nossa, que crime!
Ouvi dizer que estava marcado para morrer...coitado...
Vou te falar que se eu morasse no paraiso de surf que ele mora nem pensaria em vir pro Brasil surfar...nossas ondas realmente não estão entre as melhores do mundo, e isso é um fato.
E o cara atestar este fato não é crime...
Semana passada o havaiano Granger Larsen twittou que estava feliz por voltar para casa e que aquela viagem para a Europa o fez não ter vontade de voltar para lá, de tanta gente mal educada que encontrou...se tivesse falado isso do Brasil jamais poderia voltar para cá....
Eu acho isso errado, o cara tem direito de emitir sua opinião...desde que o faça dentro dos limites da educação.
Sempre terá aquele pseudopatriota babaca que vai dizer que o cara errou e que eu estou errando ao tentar defende-lo...bobagem...esses tipos mal sabem o que é pátria, quanto mais patriotismo.
Concordo que tem uns gringos que passam dos limites, mas para estes sigo a linha do Julio Adler, que acertou na mosca ao afirmar que na real temos é que ignora-los, como eles fazem conosco.
E se formos prestar a atenção nos competidores do surf mundial hoje em dia, em especial a  molecada, são todos amigos, todos tem o msn, facebook e twitter um do outro e não estão nem ai para o que os jornalistas estão publicando ou deixando de publicar, se estão criando polemica ou não...eles querem mais é se unir e curtir a vida no tour, conhecendo o mundo, e surfando altas ondas. Dentro d agua serão inimigos mortais...como sempre...mas fora dela o papo é outro, como deve ser.

Bebendo da fonte gringa, vai dois videozinhos do mesurf do youtube.



segunda-feira, 22 de agosto de 2011

MEDINA HUMILHA - VIDEO DAS FINAIS


MEDINA VENCE EM LACANAU

Fala-se muito em jogo mental no surf, atitudes, em geral, fora da agua que mexem com a cabeça do adversário, deixando-o vulnerável a várias situações durante a bateria.
Posso estar redondamente enganado, mas na bateria semi final do 6 estrelas de Lacanau entre Medina e Andino, achei que Medina venceu antes de entrar na agua com um jogo mental que até hoje só KS foi capaz de aplicar. E isso despropositalmente, ao contrário do careca malandro.
Medina nos braços da galera. Lacanau, França. Foto. Site do Campeonato

Medina conseguiu fazer jogo mental sem fazer jogo mental, explico. Seu surf nesta semana foi tão contundente, tão espetacular, que seus adversários já entravam sabendo que se não fossem, no mínimo sensasionais, não teriam chance alguma.

Talvez isso explique a interferencia de Kolohe aos 2 minutos de bateria. O moleque sabe que pode vencer o brasileiro, mas exagerou na dose e acabou tomando uma lavada, e cá entre nós, o melhor de Kolohe não conseguiria bater Medina nas rampas de esquerda que Lacanau proporcionou hoje.

O segundo colocado, Mitch Crews, explicou bem a situação: "I’m really stoked and at the same time I’m shocked. I just got the Medina ‘snake bite’ I guess. He just embarassed me out there. I had fun surfing out there, he’s an unbelievable surfer and you can pretty much learn from him with how talented he is."

"Eu estou muito amarradão e ao mesmo tempo chocado. Eu acabei de receber a mordida de cobra do Medina eu acho. Ele simplesmente me humilhou lá fora. Eu me diverti surfando hoje, ele é um surfista inacreditável e voce pode muito bem aprender com ele, de tão talentoso que ele é."

Acompanho as competições de surf há pelo menos 20 anos e não lembro de muitas declarações neste sentido , se é que teve alguma...

Se Medina chegar a Trestles neste ritmo e com este respeito dos adversários pode-se realmente esperar uma vitória do freak de Maresias.

A rip curl e a nike já estão perdendo tempo de lançar um black in white do Medina...o guri é um fenomeno mundial. Um filme desse moleque sozinho tem tanta modernidade quanto o Lost Atlas.

Enquanto não sai o video das finais, ficamos com o das quartas.


domingo, 21 de agosto de 2011

WT TAHITI - BRASILEIROS NA REPESCAGEM

Mesmo com todos os brasileiros na repescagem, foi um dia de surf espetacular.
O mar com muitas ondas, swell constante, embora pequeno para o que se esperava.
As  previsões são muito boas e amanhã deve estar um pouco maior e deve subir mais no decorrer da semana, podendo acabar o evento na quinta, segundo as previsões.
CJ deu show hoje. Foto: site da asp

Pra quem achava que o sistema Heats on Demand era o melhor que se podia esperar de um site de campeonato de surf se surpreenderá com a versão 2011 do Billabong Tahiti Pro.

Os caras lançaram o Heat Analyzer, que nada mais é que todos os minutos da bateria à disposição do usuário, com marcadores indicando as ondas surfadas, pontuação, melhor onda, etc. SHOW!!!!!!

As vezes não entendo as decisões dos juízes, e algumas notas não foram corretamente dadas, na minha opinião.

Houve um grande movimento no twitter para a entrada do Bruce Irons no evento. Eu, particularmente, acharia muito legal ve-lo defendendo o título do irmão falecido. Contudo, lendo os comentários contrários realmente não há como defender nada parecido. Ele participou do trials, vencido pelo Ricardo dos Santos, e se deu mal. Quando tinha a vaga como top doWT optou por sair do tour e se for falar de respeito ao AI, desculpem os fãs mas ardorosos do cara, quem faltou o respeito com si mesmo foi o próprio Andy, se tivesse respeito por si próprio e por sua família estaria ai curtindo seu filhinho e sua linda esposa...vamos ao campeonato, portanto.

BRASILEIROS

Na terceira do dia, Jadson encarou Travis Logie e Jeremy Flores. Não sou nada fã do Travis, acho o surf dele ultrapassado com um estilo travado, enfim...mas o que se avalia neste evento são tubos, principalmente permanencia dentro deles e saída limpa, e a melhor onda da bateria veio para Travis que fez bom uso dela.
Jadson surfou bem, pegou bons tubos, mas ficou faltando nota para virar. Jeremy pegou muitas ondas fechadas e ficou em último.

Ricardo dos Santos foi muito mal julgado e Jordy Smith muito bem julgado, isso define o duelo entre os dois primeiros da bateria. Acho que Ricardo virou na sua penultima onda e não deram a virada porque não quiseram. Raoni achou uma boa e depois não achou mais nada.

Na bateria que achava que seria uma das mais legais da fase, nenhuma onda acima de 7 pontos foi surfada. Kai levou, mas achei que Owen merecia mais nota na sua primeira onda. Heitor pegou umas, mas nada como as de seus adversários.

No meu único acerto de ontem, Alejo realmente surfou bem na sua estréia no Tahiti, mas achei que Knox realmente mereceu em outra bateria morna.

Na última do dia, Adriano foi coadjuvante numa bela disputa entre Josh Kerr e Julian Wilson, com uma nota acima de 9 para cada um. Adriano quebrou sua prancha e até pegou uma boa depois, mas faltava menos de um minuto para o fim e acabou em combinação.
Achei que Adriano não estava ambientado. Achei a ideia da trip com diários transmitidos online genial, mas será que o destino foi bem escolhido? Essa etapa é crucial nas pretensões de título do Mineiro, mesmo não vencendo, um bom resultado antes das duas etapas americanas seria essecial, até porque acredito que essas duas próximas etapas são as chances que Adriano tem de ganhar mais um evento e começar a caminhar mais firmemente em direção ao título. Derepente a mesma idéia da trip praticada no próprio Tahiti ou em algum lugar da Polinésia seria mais interessante que as direitas de Baja....

DETAQUES GRINGOS

Os irmãos Hobgood, Mick, Julian, Freddy P, Dusty e Cory.

BILLABONG PRO TAHITI ROUND 2:
Heat 1: 
Jeremy Flores (FRA) vs. Heiarii Williams (PYF)
Heat 2: Taj Burrow (AUS) vs. Ricardo dos Santos (BRA)
Heat 3: Adrian Buchan (AUS) vs. Gabe Kling (USA)
Heat 4: Owen Wright (AUS) vs. Adam Melling (AUS)
Heat 5: Joel Parkinson (AUS) vs. Brett Simpson (USA)
Heat 6: Bede Durbidge (AUS) vs. Josh Kerr (AUS)
Heat 7: Michel Bourez (PYF) vs. Daniel Ross (AUS)
Heat 8: Adriano de Souza (BRA) vs. Raoni Monteiro (BRA)
Heat 9: Kieren Perrow (AUS) vs. Tiago Pires (PRT)
Heat 10: Patrick Gudauskas (USA) vs. Jadson Andre (BRA)
Heat 11: Alejo Muniz (BRA) vs. Matt Wilkinson (AUS)
Heat 12: Heitor Alves (BRA) vs. Chris Davidson (AUS)

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

WT TAHITI COMEÇA AMANHÃ

Pelas previsões os organizadores do Billabong Tahiti Pro colocarão o round 1 na agua já no primeiro dia do prazo e ao contrário dos últimos anos, em que o evento rolou em marolas, esse ano promete ondas à altura dos melhores surfistas do planeta.

BILLABONG PRO TAHITI ROUND 1:
Heat 1: 
Adrian Buchan (AUS), Chris Davidson (AUS), Cory Lopez (USA)
Heat 2: Taj Burrow (AUS), Matt Wilkinson (AUS), Fredrick Patacchia (HAW)
Heat 3: Jeremy Flores (FRA), Jadson Andre (BRA), Travis Logie (ZAF)
Heat 4: Mick Fanning (AUS), Tiago Pires (PRT), Gabe Kling (USA)
Heat 5: Jordy Smith (ZAF), Raoni Monteiro (BRA), Ricardo dos Santos (BRA)
Heat 6: Kelly Slater (USA), Daniel Ross (AUS), Heiarii Williams (PYF)
Heat 7: Owen Wright (AUS), Heitor Alves (BRA), Kai Otton (AUS)
Heat 8: Joel Parkinson (AUS), C.J. Hobgood (USA), Adam Melling (AUS)
Heat 9: Bede Durbidge (AUS), Alejo Muniz (BRA), Taylor Knox (USA)
Heat 10: Damien Hobgood (USA), Patrick Gudauskas (USA), Brett Simpson (USA)
Heat 11: Michel Bourez (PYF), Kieren Perrow (AUS), Dusty Payne (HAW)
Heat 12: Adriano de Souza (BRA), Julian Wilson (AUS), Josh Kerr (AUS)



quem não quer ver os melhores do mundo nestas condições? Um dos irmãos Hobgood. Foto: haumaru.com
BATERIAS VERDE AMARELAS - PALPITES


O primeiro brasileiro a cair na agua será Jadson, na terceira bateria, mesmo pegando o atual Pipemaster Jadson deve passar em primeiro, o sul africano Travis Logie, pode incomodar por estar de frontside, mas sou bem mais o brasileiro.


Na quinta bateria Jordy Smith tem parada dura contra os brasileiros Raoni Monteiro e Ricardo dos Santos.
Torço para que Raoni se levante nestes dois últimos eventos pré corte, contudo, Ricardo deve passar, caso Jordy não acerte outro superman sobre a bancada assassina de Teahupoo.


Na sétima Heitor Alves participará do que acho que será uma das melhores baterias do round. Os 3 goofy entubam muito e um palpite é muito dificil. Quanto maior o mar melhor para Kai, embora Owen já tenha demonstrado que tamanho pra ele não importa muito. Heitor tem bom histórico no pico e não surpreenderá ninguém se levar a bateria com um pé nas costas.


Na nona bateria o provavel Rookie of the Year Alejo estreará na praia dos ossos quebrados contra dois regular footers muito experientes. Taylor Knox esta de saída do tour e deve querer fazer um bom evento, Bede é sempre carne de pescoço. Acho que Alejo não passa, mas impressiona a todos, como sempre.


Na última do dia Adriano de Souza encara Julian Wilson e Josh Kerr. Julian, após o prime de Portugal deu uma empolgada e já fez um resultado na Africa, portando olho nele! Josh é sempre um incógnita, pois pode tirar 2 notões ou boiar a bateria toda. Adriano é outro com bom histórico no pico, muito graças as lições do giant killer original, Danilo Costa (que já fez semifinal ali) e deve passar em primeiro, independente do tamanho do mar.


Será show de surf, imperdível, quem quiser pode (deve) ver ao vivo CLICANDO AQUI

TAHITI - VIDEO TRIALS

Os gringos podem até não fazer essas paradas por mal, mas é normal ter algum errinho desses depois de uma vitória canarinho.
Reparem no final do video que nos créditos do Ricardo dos Santos o colocam em terceiro colocado...
Pode ter sido um errinho de digitação, mas irrita.


quinta-feira, 18 de agosto de 2011

EVENTO 6 STAR LACANAU - MEDINA É O BRASIL NA FRANÇA

Em ondas pequenas foi dado continuidade ao evento 6 estrelas na França.
Dos brasileiros no evento apenas Medina seguiu em frente.
David do Carmo fez bonito em Lacanau, terminando em 9. Foto: Daniel Smorigo


David do Carmo, fez excelente campanha e terminou em nono lugar, juntamente com Miguel Pupo.
Miguel perdeu para o australiano Mitch Crews numa bateria em que o australiano surfou bem e Miguel pegou poucas ondas, apenas 4, e achei seu 5,73 muito mal julgado, a onda valia no mínimo um 6 alto.
David perdeu para Sebastian Ziets numa bateria que achei irada, apesar do resultado. Os dois surfaram muitas ondas, pena que David acabou tendo uma interferencia marcada contra ele, o que não adiantaria muito, porque o havaiano achou uma onda acima de 8 pontos para seu somatório.

MEDINA X KOLOHE

Medina esta em casa em Lacanau, tem surfado muito, geralmente sua pior onda, descarte, é melhor que a maior onda de seu adversário.
Como o mar esta cada vez menor, os organizadores tentam a sorte e deixam as finais para domingo.
Essa bateria de Medina vs Kolohe só perde quem não gostar de surf ou quem for maluco.
Tudo que todos querem ver em modernidade no surf estará presente nestes minutos da primeira semi final.
Torço como nunca para o mar dar uma bela reagida e para aquela valinha de esquerdas voltar a funcionar a todo vapor.
Se isso acontecer, nada esta garantido para ninguém, acho que Medina é favorito, mas Kolohe é um moleque sagaz, se der mole ele abotoa mesmo.
Ta na mão de Netuno, portanto.

A outra semi provavelmente definirá o vice campeão do evento e será disputada entre Mitch Crews, que eliminou Pupo e fez a final no WQS de El Salvador e Ryan Callinan, também da Australia.

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

MUITAS BAIXAS E APENAS 3 BRASILEIROS NO 6 ESTRELAS DE LACANAU

Após um dia muito longo chegamos as oitavas de final da Etapa 6 estrelas que esta sendo disputada nas merrecas francesas da praia de Lacanau.
Novamente Gabriel Medina foi um dos destaques, esta inspirado, do jeito que está pode realmente levantar mais este caneco. Completando o time tupiniquim temos Miguel Pupo, também em excelente fase e David do Carmo que esta com um surf muito vistoso, encaixado na vala, o que pode leva-lo ao melhor resultado da carreira no mundial.
Infelizmente tivemos muitas baixas hoje. Lamento mais pela de Willian Cardoso e Jesse Mendes, os dois que, junto com Medina e Pupo podem estar entre os top 32 do WT na etapa de Trestles, pós corte.

Mais informações no link do campeonato, no post anterior.

Segue video dos melhores momentos dos dois primeiros dias de evento.






domingo, 14 de agosto de 2011

NECO ETERNO

Nunca alguém pisou numa prancha com tanta emoção.
Nunca alguém manobrou tanto com a força do coração.
Nunca alguém será como Neco.

Inspiradora a entrevista que Neco Padaratz concedeu ao pessoal da ESPN.

CLIQUE AQUI PARA VER AS DUAS PARTES DA ENTREVISTA

Neco Teahupoo. Foto: não lembro, juro...

Neco é um ícone de surf nacional. Em termos de resultado e longevidade tem lugar cativo na história do surf mundial.
Conquistou admiradores onde passou, tinha um fã declarado em Andy Irons.
Talvez tenha sido o primeiro brasileiro a chegar no circuito para ser campeão mundial.
Foi sem dúvida alguma, o primeiro brasileiro a chegar no circuito mundial para ser campeão, sob a ótica dos gringos.
Neco acerta na mosca ao falar de arrependimentos na entrevista. "Perdia para o meu corpo".
Lembro do ano em que Neco teve que abandonar o WCT por problemas de saúde pela primeira vez, 1998. Um dos que mais lamentavam a ausência do brasileiro nas etapas era o renomado jornalista australiano e ex top mundial Derek Hynd.
Derek, em sua análise do circuito mundial publicada aqui no Brasil pela Inside/InsideNow sempre elogiava o Neco e o colocava no mesmo patamar de disputa do caneco que Occy, Machado, Garcia, Beschen, Powell e lógico, KS.
Derek via no surf de Neco exatamente o que os juízes queriam na ocasião, e tinha se encantado com o ano de estréia do brasileiro, quando fez algumas semi finais e se infiltrou no restrito clube dos top 16 da ASP, ficando em 13 naquele ano de 1997.
E após a saída de Neco do circuito de 98, durante algumas coberturas, Hynd ainda lamentava por Neco, que tinha disputado 6 etapas e feito resultado na metade delas, ou seja, com algum bom resultado e os descartes, Neco chegaria ao Brasil provavelmente disputando o título.
Seria a primeira vez que um brasileiro chegaria em casa com chances de título, coisa que o Vitinho fez pela primeira vez para a nação no ano seguinte e ninguém deu bola nenhuma pra isso, como ele mesmo mencionou no seriesfecham.
Vendo a entrevista e relembrando esses fatos, realmente Neco tinha uma boa chance de título nas temporadas 98 e 99, bastando lembrar que durante o ano de 99, Neco estava disputando o WQS e nas duas etapas que disputou do WCT, como convidado, fez um 5 e um primeiro, na histórica final com Fabio Gouveia no pier de HB, Califórnia.
Outro fã do surf de Neco é Julio Adler, que apostava alto no catarinense em suas análises dos top 44, sendo ele também quem melhor descreveu o boicote dos juízes a Neco nas duas primeiras etapas do WT 2010, quando o brasileiro surfava uma onda nota 8 para receber uma nota 5. Não queremos vc no tour!
Neco no mundial amador de 94. foto: cutebequi Atualizando: Mea culpa. Pensei e nao falei. Quando mencionei a admiração de AI à Neco me referia ao inico. Aqui em 94 quando, num quebra coco maldido, Neco passava todas as baterias em primeiro, enquanto o jovem AI não se adaptava as pesadas e fechadas ondas cariocas.
Se a final fosse no dia grande... 
Kalani que me desculpe, mas o freak de verdade é e sempre foi o Neco.


Nesta entrevista Neco lembra uma fato importante e pouco explorado pelas marcas nacionais e gringas aqui no Brasil que é a utilização de ex estrelas e ex atletas  na condução de times e/ou atletas.
Exemplos temos aos montes, Potter viaja para quase todas as etapas do WT para dar suporte aos atletas da Quicksilver, Patterson vai junto. Carroll tbém da uma força.
Luke Egan é técnico de Joel Parkinson e trabalha para a Billabong até hoje, o mesmo com Occy.
Pat O´Connell é da Hurley, Heath Walker é da Reef. Shane Beschen é da Red Bull. E por ai vai...
Aqui no Brasil sei de alguns ex atletas que desenvolvem trabalhos similares, mas não acho que tenham apoio das grandes marcas, a exceção de Zé Paulo que até onde eu saiba é da Billabong e sempre levou os moleques da marca para os melhores picos da Indo, Peru, etc.
Paulo Kid e Leandro Breda fazem esse trabalho, mas não sei se possuem apoio.
Olhem o que o Neco passou, Peter, Herdy, Rocha, Daltro, Tinga e Jojó também e imaginem a oportunidade que marcas nacionais e gringas perdem ao não utilizar esses caras em suas equipes.
Acho que as marcas tem que aprender logo que patrocinar não é só dar uma grana para o atleta se virar.
Tem que dar suporte, profissionais de diversas áreas para ajudar a melhorar a performance.
Imaginem esses caras conduzindo os novos valores do surf nacional para o Mundial, tudo que podiam transmitir, evitando roubadas, passando experiências, trabalhando a marca, enfim, um trabalho que acho que nenhum outro profissional do mundo, por mais que tenha feito todos os cursos preparatórios, possa fazer sem ter vivido o que esses caras viveram.




ETAPA 6 STAR DA INGLATERRA II

Infelizmente os dois últimos representantes brasileiros no evento ficaram na quartas de final.
Flávio Nakagima perdeu para o australiano Mitch Crews na primeira das quartas e Jesse Mendes perdeu para o Modern Collective Mitch Colleborn numa bateria apertadíssima.
Pelo menos agora no final os caras liberaram os videos.
Segue as baterias dos brasileiros:
http://www.aspeurope.com/events2011/newquay/results.php

video
video

Ah, o francês Romain Cloitre venceu a final contra o algoz de Jesse.
Acho que foi a primeira vitória do francês e como os dois finalistas não estavam na bolha do ranking (aqueles ainda com chances de entrar nos top 32 e aqueles próximos de sair dos top 32, ou seja, entre 20 e poucos até os 30 e muitos), o ranking não deve mudar muita coisa. Jesse deve subir um ou dois postos, mas ainda precisará de resultado. Ainda temos 2 campeonatos 6 estrelas, o primeiro começa esta semana em Lacanau.
Onde Medina já esta afiando as quilhas.

sábado, 13 de agosto de 2011

ETAPA 6 STAR DA INGLATERRA

Um fiasco. No quesito transmissão e videos, não há outra palavra.
Resultados:
Dois brasileiros ainda estão na disputa pelos 3.500 pontos oferecidos ao campeão da etapa Star nível 6 estrelas do Mundial de Surf que esta sendo disputada nas ondas de Fristal Beach, Inglaterra, mas apenas um esta realmente mudando sua situação no ranking unificado da ASP.

Jesse Mendes, com este resultado já troca sua  pior pontuação (1200 pontos, se perder nas quartas fará 1560) e  Flavio Nakagima são os representantes tupiniquins ainda no evento.

Pelas notas posso imaginar como foi a surpresa de todos na praia quando Flávio mandou para casa a nova estrela australiana Jack Flinstone (não sei se é assim que escreve).

Já Jesse passou pelo atual campeão nacional Jean da Silva numa bateria apertada, a julgar pelas notas.

As finais rolam esta madrugada.
De bom neste campeonato apenas as fotos, devidamente furtadas do site do campeonato

Jesse utilizando uma de suas armas secretas Backside Air.

Jano Belo teve que aturar os maus serviços das Cias Aéres antes de competir. Suas roupas e equipamentos não haviam chegado da California cerca de 2 horas antes de sua bateria. Estava decidindo entre usar uma prancha emprestada do Jean da Silva ou do Tiago Silva, passou algumas baterias, mas ficou na fase de 3 atletas.

Ex campeão do evento, Wigolly Dantas começou com tudo, fazendo as maiores medias das duas primeiras fases. Infelizmente também ficou na fase de 3 atletas.

Willian Cardoso judiando da junção. Esta na boca do WT, precisa de pelo menos mais um bom resultado, tem um descarte de 712 pontos e 7.000 para disputar nos próximos 2 eventos 6 estrelas antes do corte do Ranking Mundial, que ocorrerá no final da etapa do WT de Nova York. Tem tudo para estar em Trestles como Top 32.

MEDINA SHOW

Aproveitando que chegou antes para o 6 estrelas de Lacanau, Gabriel Medina entrou no PRO JR que estava rolando lá, para, digamos, se aquecer.
Para variar esta passando as baterias com combinação sobre os adversários.
É realmente dificil não se empolgar com um cara que faz o que ele faz em cima da prancha, ainda mais ao lembrar o quão jovem ele é, e o quanto ainda pode evoluir.
Como esta bem dito no site da ASP: voce não gostaria de cair numa bateria contra Medina.
 
http://www.zapiks.com/airwalk-lacanau-pro-junior-d.html

video