quinta-feira, 30 de junho de 2011

SURF IN NY?

Até que são engraçadas essas entrevistas com a população local.
Pode ser o evento de maior premiação da história do surf, mas um milhão de dólares não é lá uma grande premiação para esportes em geral, especialmente nos EUA, onde jogadores de futebol americano, beiseball (sei lá como escreve isso) e basquete fazem um milhão por mes.
O surf ainda esta crescendo nisso...
Mas ve-se no video abaixo que neguinho não tem a mínima idéia que terá uma etapa do WT ali do lado. Mal sabem que tem onda por ali...
Acho dificil rolar um surf em ondas como as que são mostradas no video, mas torço que tenham ondas no evento. Seguindo o clichê de todos "os brasileiros terão mais chance nessa etapa por ser beach break".
Só o tempo dirá...

FALTA DE RESPEITO

Esta para começar mais um campeonato de ondas grandes. Desta vez será num dos picos de ondas grandes mais tradicionais da América do Sul.
Pico Alto - Peru.
Será o Billabong Pico Alto 2011 / Copa Burn, apresentado por Sony.
Olha, não sei o que é Copa Burn, mas garanto que apenas por nomear o evento a Billabong e a Sony já fizeram muito mais do que 12 mil contos de dolar.
Dar 12 contos de dolar pro campeão já é pouco pra caralho. Mas pelo que vi serão DISTRIBUIDOS 12 contos! Só pode ser sacanagem. Em outro post já disse que o Big Wave World Tour paga pouco, mas isso já é demais.



Sei que pelos atletas, o que vale é o amor pelo surf, amor pelas ondas grandes.
Mas cá entre nós, amor não enche a barriga de ninguém, e apesar de já termos até grandes estrelas, big five por assim dizer, devidamente patrocinadas, como Burle, Couto, Baker, Long entre outros, tem muita gente boa que vende o almoço para comprar a janta no mundo do Big Surf.
Li outro dia que Evaristo Kiko Ferreira caso não consiga apoio este ano, abandonará o esporte (competição). clique aqui e confira




Isso é grave! Talento de sobra, ha anos aparecendo nas melhores revistas com imagens insanas em tudo que é condição e mesmo assim não consegue um apoio. E como ele tem vários outros caras que estão treinando em condições adversas por ae sem apoio algum.
Não sei como é organização dos atletas no Big Surf, mas 12 mil para dividir entre todos, pra mim é piada de mal gosto até para campeonato regional!
Tem que haver um movimento exigindo proporcionalidade. Até porque as imagens do big surf são tão ou mais usadas pelas marcas do que as imagens obtidas em eventos do WQS. Ou seja para as grandes marcas fazer esses eventos de big waves estão a coisa mais rentável do mundo, paga-se o mínimo tendo um monte de retorno.

3 TIPOS DE MEDO!!!


Tom Carroll no jet
Ross Clark na prancha.
Quem quiser ver a sequencia completa basta clicar aqui. Tem até o angulo da prancha que tbém tinha camera.

Agua gelada ainda por cima...esses caras são malucos! hehehe

quarta-feira, 29 de junho de 2011

LÍDER DO RANKING LESIONA O JOELHO

Acabei de saber via twitter. http://www.swellnet.com.au/news/2370-injury-scare-for-ratings-leader-desouza
Não posso confirmar, mas parece que Adriano de Souza lesionou seu joelho direito enquanto treinava nas Maldivas.
Segundo o relato que li ele ouviu um estalo e saiu da agua imediatamente. Teria viajado em seguida de volta para o Brasil para verificar os estragos.
A próxima etapa do WT começa dia 14 do mes de vem, ou seja, 15 dias para se recuperar.
Torço para não ser nada demais...

segunda-feira, 27 de junho de 2011

ISA GAMES

Continua rolando no Panamá.
Essas primeiras fases do ISA são meio complicadas. Tem muito prego, meu Deus!
Representantes de lugares sem ondas. Impressiona que consigam fazer o que fazem, mas se for comparar com os pros que lá estão o abismo é mto grande.
Achei interessante o comentário do Jeremy Flores via twitter, um dos pros que estão lá, junto com Rudá Carvalho, Ian Gouveia, Mick Campbell, Drew Courtney, entre outros:

Jeremy Flores

AIR JORDY

Impressionante a habilidade desse moleque. Ainda mais por ser um cara alto. As duas manobras foram na mesma onda!


video

domingo, 26 de junho de 2011

SPORTV REPORTER

Peguei meio no meio, sem querer. Porque não havia indicação alguma na programação.
Um SPORTV REPORTER sobre surf, mas especificamente sobre o 50 aniversávio do campeonato de Bells. Mas mostrou o inicio do Arpex e tal.
Vale a iniciativa, mas tem muitos erros.
Com um nome desses espera-se um programa mais sério nas informações.
É duro ver imagens do KS no Chile e no Tahiti, de back, enquanto falam de seus resultados em Bells.
Deixam de esclarecer que mto embora a classica bateria entre Occy e Curren aconteceu em 86, estava decidindo o primeiro título de TC, relativo a 85, que ele viria a repetir no final da temporada 86.
Falaram que Mick foi campeão mundial em 2001, com 19 anos. Coitado do CJ Hobgood, verdadeiro campeão daquele ano.
Certamente estavam se referindo a vitoria de Mick em Bells em 2001.
Muito embora traga noticias e imagens legais para o público geral, como declarações de locais (a história do cara que interrompeu um casal para pedir carona para voltar pra bateria foi impagável) e de especialistas como Julio Adler, vê-se um tom de leigo no trato ao surf e a sua história. O que é uma pena.
O surf é mto melhor apresentado por quem manja da parada, vide seriesfecham, canal wohoo e etc.

ROLANDO CAMPEONATO DA ISA - AO VIVO

DANÇA DAS CADEIRAS - PATROCÍNIOS

Me chamou a atenção algumas fotos desse BR sobre as ondas que acabou de ser encerrado com a vitória do ubatubense Filipe Toledo.

O próprio campeão estava surfando com uma prancha sem logos. Ele era da equipe Billabong há um tempão. Não conheço o contrato nem qto ganhava, mas sob a batuta de Zé Paulo (vice campeão brasileiro 91, atrás do pai de Filipe) o menino sempre viajou, Tahiti, Peru, Indo, etc. Nem sei se acabou mesmo o contrato. Mas o moleque merece um aumento. Recém coroado campeão mundial e fazendo o que fez nesse evento, não pode ficar sem patrô. Atualizando: Filipe confirmou que momentaneamente está realmente sem patrô e que seu pai esta analisando as propostas para ver qual a melhor e deve haver muitas. Ricardo Toledo é cobra criada no mundo do surf e deverá apontar o norte de seu filho. Podia arranjar um para o primogênito, atual campeão paulista e outro moleque de muito futuro que até onde sei depois da MCD não tem mais apoio algum.


Filipe Toledo - Foto Renato Tinoco


Tiago Bianchini, sempre foi promessa, teve durante um tempão patrô da Volcon, mas não vingou, e acabou sem o apoio e sumiu um pouco das competições. Esse ano voltou vencendo a primeira etapa do Catarinense Pro, estava sem logo na prancha naquela ocasião. Nesta fim de semana já tinha um, e dos bons. A Hang Loose geralmente tem uma relação longa com os atletas. Tomara que vingue dessa vez. Tiago tem um surf que enche os olhos.

Tiago Bianchini - Foto Rick Werneck


Não obstante a vitória no primeiro Super Surf do ano, Odirley Coutinho continua sem patro. Esta surfando bem. Segundo falou em entrevista, esta usando a grana da premiação para se bancar. Foda.

Odirley - Foto Rick Werneck


Outro que esta há um tempão sem apoio é o ex WCT Paulo Moura. Não quero aposenta-lo, nem nada disso, mas acho que seu surf chama mais a atenção em ondas boas. Surf de longas cavadas e manobras de linha. Lembro de boas ondas dele nos eventos do WCT em Fiji, Pipe e Tahiti. Merecia apoio, senão para competir, pelo menos para atacar os tubos por ae.


Paulo Moura. Foto: Rick Werneck

Esse acho que é o maior pecado da industria do surf nacional. Essa menina tem surf para estar no WT. Tinha apoio de empresa grande. Não sei o que houve. Esta sem faz tempo. Merece.

Diane Cristina - Foto Rick Werneck

BR SOBRE AS ONDAS - FINAL

Para variar, errei quase tudo. Menos o campeão...hehehe
Antes, link para as fotos do campeonato.

Quartas

Filipe passou...como previsto, mas a partir dai foi tudo ao contrário.
Halley passou por Alan, com uma nota 8 após um aéreo mto alto.
Ricardo passou por Michel Roque com mta consistencia, competindo e escolhendo as ondas melhor.
Na última Junior perdeu para Luel Felipe. Confesso que não sou mto fã do surf do Luel, mas ele lembra mto o Peterson Rosa pela raça. Parece não temer nada nem ninguém e já venceu um premio por ter surfado a maior onda do ano passado. Tem patrocínio. Se eu fosse ele pediria pra viajar, pegar onda cascuda e boa. Faria o nome nas imagens e cresceria no surf. Competição ele já domina.

Semis

Show. Se fosse para definir a primeira semi numa palavra só. Os dois quebraram. Halley tinha um 9 e tal. Faltou outra igual, porque se fosse menor nem adiantava. Filipe voou numa esquerda que só viu quem estava na praia. Tomara que role em video depois.

Halley Batista. Foto: Rick Werneck




A segunda semi foi bem mais lenta de onda, quase não entraram séries. Luel demonstrou um sangue frio danado ao liberar uma direitinha no final para Ricardo, que só precisava de 4 e pouco para passar. Não conseguiu.

Luel Filipe. Foto: Rick Werneck


Final

Esse moleque tá mto no rip mesmo. Impressionante, 18 em 20 possíveis, com um 10 bem merecido. O aereo no final foi completado perfeitamente...rabeta pra praia e reverse...
Luel tentou, mas pareceu perdido diante da velocidade do pequeno Toledo.

A transmissão na final colocou uns replays, o que ajudou bastante.

Filipe Toledo. Foto: Rick Werneck

Resultado:

1 Filipe Toledo (SP)  
2 Luel Felipe (PE)  
3 Halley Batista (PE)
3 Ricardo Ferreira (SP)  
5 Ulisses Meira (PB)
5 Alan Donato (PE)
5 Michel Roque (CE)
5 Junior Faria (SP)
9 Jano Belo (PB)
9 Alex Ribeiro (SP)  
9 Magno Pacheco (SP)
9 Jessé Mendes (SP)

sábado, 25 de junho de 2011

BOLÃO - BR SOBRE AS ONDAS

Na primeira do dia Filipe Toledo e Ulisses Meira fazem um duelo de aereos. Com uma melhor escolha de ondas Filipe passa.
No duelo pernambucano, Alan Donato passa por Halley Batista.
Michel Roque passa por Ricardo Ferreira.
E na última o local Junior Faria passa por Luel Felipe.

Na primeira semi Filipe Toledo, atual campeão mundial mirim passa por Alan Donato, demonstrando uma sintonia impressionante.
Na segunda Michel Roque passa por Junior Faria.

Na final Filipe Toledo leva seu primeiro caneco no circuito brasileiro profissional.

E tenho dito.

atualizando:
Videos para fomentar o palpite, furtado do site da Fluir, ta no vimeo. Sonzera, os dois!

video


video

CHANCES DE TÍTULO

Desde a tomada da liderança da corrida pelo título mundial por um brasileiro, tenho lido muitas teses, opiniões e prognósticos sobre as chances de finalmente termos um surfista tupiniquim coroado campeão mundial de surf (pranchinha).
Seguindo nossa tradição latina, a maioria das opiniões é de que este 2011 trata-se de um momento de virada do jogo do surf mundial, com uma hegemonia brasileira nos próximos anos do circuito mundial.
Realmente temos tido mtos bons resultados no mundial WQS em eventos grandes, de 6 estrelas e Prime.
Este ano, por conta das novas regras de rankeamento e pontuação definidos pela ASP, parece que nossos resultados em Prime e 6 estrelas fazem mais diferença e talvez nos dê esta impressão de hegemonia, contudo, vale lembrar que desde sempre o Brasil tem resultados expressivos no WQS, temos nada mais, nada menos que 149 vitórias no WQS desde sua criação. É coisa!
Temos 8 títulos mundiais do WQS, sendo que os irmãos Padaratz tem 2 cada!
O que nos falta mesmo são resultados expressivos no WCT/WT, ou seja, na grande arena, nos grandes eventos.
Essa nova geração tem tudo para mudar isso, mas até agora, convenhamos fizeram exatamente o mesmo que as gerações anteriores, ou seja, vitórias em etapas do WQS.
O único diferencial é a liderança do Adriano no WT, porque em números ele ainda deve em vitórias para Fabio Gouveia, por exemplo, tendo o mesmo número de vitorias no WT que Teco e Neco.


Uma das melhores análises de chances esta no datasurf, até porque ele baseia suas conclusões inteiramente nos resultados já obtidos por Adriano nos próximos lugares do Tour.
Concordo com ele, mas acho que as chances de título do Adriano estão unicamente na capacidade dele de se superar.
Ele terá que vencer mais uma ou duas etapas e fazer constantemente pódiuns, ou seja, semi pra cima, menos que isso, quartas ou mesmo os famosos 12 da ASP não são suficientes para o Título, são para reclassificação, mas título o buraco é bem mais embaixo.
Ademais, vemos Joel faminto, KS mordido, e Mick dando uma de mineiro, como fez em 2009 e sabemos o resultado disso.



Que classificaremos novas caras promissoras para o WT, isso é certo, mas se vamos ter um campeão mundial já em 2011, tenho minhas dúvidas.
Já em J-Bay, Adriano sentirá o que é ser nr. 1 do mundo. Não é fácil, pergunte ao Jordy.
Torço mto para todos os brasileiros e quero mto ver um campeão do mundo, mas sendo realista, pelo que Adriano já fez no circuito, ele não será campeão esse ano.
Se houver superação, talvez...e mesmo assim será foda, mas acho que ele, Adriano, sabe disso, o que já é o primeiro passo.
Bom para todos os amantes do surf e da competição.

sexta-feira, 24 de junho de 2011

GARIMPO



Esses dois ultimos peguei do Blog do Tiago Camarão, Life is Good...realmente esta onda em Pipe é histórica.

video


video

CIRCUITO BRASILEIRO PRO

Esta transmissão on line do campeonato Petrobrás sobre as Ondas no Guarujá está legal.
Simples, mas sem quedas de conexão ou coisas do tipo. Falta mais cameras e replays, mas mostra o campeonato de forma eficiente.
Isso conspira contra a transmissão do BSP, primo rico deste circuito Petrobrás, que tbém faz parte do circuito nacional, mas é classificatório e da menos grana. 
Digo conspira porque a transmissão do primo rico deixa mto a desejar.
O nivel, como quase todos os eventos pro no Brasil, é altissimo.
Dentre os 24 atletas abaixo listados esta o campeão.

FASE 24(Round 2). Classificam-se os 2 primeiros colocados
Bateria: 01
v jano belo PB
b alan donato PE
a victor ribas RJ
p danilo costa RN
Bateria: 02
v ulisses meira PB
b halley batista PE
a adilton mariano CE
p marcio farney CE
Bateria: 03
v alex ribeiro SP
b bruno galini BA
a filipe toledo SP
p simao romao RJ
Bateria: 04
v magno pacheco SP
b carlos eduardo SP
a odirlei coutinho SP
p junior faria SP
Bateria: 05
v paulo moura PE
b luel felipe PE
a ricardo ferreira SP
p bino lopes BA
Bateria: 06
v jesse mendes SP
b alex lima SC
a michel roque CE
p thiago bianchini SC
3º é13º com 900 Ptos. 4º é19º com 780 Ptos.

 Como as condições do mar não estão ajudando mto, eu ficaria de olho nos atletas mais leves, como Filipe Toledo, Victor Ribas (idade não é nada, surf é tudo), Jano Belo e Jesse Mendes, mas neste nivel qualquer um pode surpreender. 
A quantidade de baterias decididas nos últimos segundos é impressionante e grandes nomes já foram eliminados, como Neco Padaratz, Peterson Rosa, Tiago Camarão e vários outros.
Para quem quiser assistir ao vivo on line aqui esta o link do evento, sugiro ainda, assistir em tela cheia e deixar as notas serem ditas pelos locutores, que parecem estar fazendo a locução da praia tbém então vivem informando as notas e perdem menos tempo com as mensagens (neguinho bitola nisso).
Vou torcer para o cronograma ser mantido, ae faço o Bolao amanhã, já que esta previsto as quartas em diante no domingo.
Achei este video interessante. Postado hoje.


RECLAMAÇÕES SOBRE O NOVO RANKING UNIFICADO

Dois integrantes do WT 2011 trocaram mensagens via Twitter reclamando do novo sitstema de ranking unificado adotado pela ASP.
Não discordo completamente deles. Na realidade estou esperando para ver como funcionará este ranking. Por exemplo a partir de qdo começa a defesa e pontos?
Ao contrario do Tennis, de onde copiou-se a idéia, no surf não temos tantos campeonatos TRADICIONAIS, ou seja, poe rolar um evento num ano e não rolar mais, neste caso, como rola a defesa de pontos?
No caso do evento ser rebaixado, como o campeonato de Imbituba, o Jadson defenderia seus pontos no campeonato que substituiu, ou seja, no RJ, ou defende menos pontos lá em Imbituba mesmo?
Veja o que falou Bobby Martinez e Fred Patachia:

Bobby Martinez

Bobby Martinez

BINHO E TREKINHO

São dois caras que deveriam ter entrado no WT, na época que ainda chamava WCT.
Se destacaram desde sempre em tubos e nas ondas havaianas. Além de serem super bem articulados, cabeça boa, enfim, tinham tudo para chegar no CT e arrebentar.
Binho acho que chegou perto em 94 ou 95, venceu 2 WQS e fez algumas finais, lembro que até competiu naquele classico Pipemaster de 95, junto com o Aguia chegou até o nono lugar em Pipe 10 p 12 pés, com unha grande e cheio de frieira, fumando mesmo. Tubo com braço pra cima...show de surf (sugiro adquirir o filme Water & Power, praticamente sobre este evento). Acho que teria vida longa no CT, derepente estaria saindo por opção nos dias de hoje...
Não lembro do Treko vencer etapa do WQS e não achei referencia no Data Surf, mas lembro de finais que ele fez, por exemplo aquela com o Mineiro na Bahia e sempre que o Supersurf era disputado em ondas boas ele se destacava, vencendo algumas. Tem uma habilidade para andar por dentro impressionante e assim como Binho sabe voar bem, então tbém acho que teria vida longa no WT.
Lógico que estou fazendo um exercicio de futurologia, puro achismo...assim como esses dois temos vários outros exemplos na Terra Brasilis de atletas com nivel para chegar ao WT e que por um motivo ou outro não rolou, patrocinio, sorte, competir melhor, etc.
Derepente tudo rolou pra melhor, hoje pelo que sei os dois vivem do surf, pegam onda pelo mundo e estão felizes.
Segue um videozinho dos dois...

terça-feira, 21 de junho de 2011

FILMES DE SURF - INNERSECTION

Seguindo uma dica de Jano Belo no twitter comecei a ver os vídeos postados no site do innersection.
Esse ano eu nem sei se é a mesma coisa, mas ano passado esse site, de propriedade do diretor de filmes de surf Taylor Steele, oferecia um premio de 100 mil doletas para o melhor vídeo além de participação dos finalistas no próximo filme do diretor, que até já saiu.
Pelas críticas que li não é la essas coisas, qdo eu o ver, falo.

Esses tempos li na Revista Surfar, acho, um artigo muito legal que expunha dois pontos de vista desta idéia do digníssimo Taylor.
Uma, é a chance para novos talentos, não só em cima da prancha, mas atrás das lentes de aparecer e ganhar destaque no mercado internacional, fora divulgação de marcas, exposição em geral, etc.
E outra é o oportunismo do Taylor em se aproveitar do trabalho alheio.
Achei interessante, pois realmente o malandro certamente, através de sua produtora, fará mais grana que qualquer um no novo filme e com o trabalho dos outros...hehehe...
eu acho que negócios são negócios, desde que bem explicado para ambas as partes as condições e riscos do negócio.
Como não assinei nada com ele, e quero mais é divulgar o surf, achei esses dois bem legais.
O Tonino Benson literalmente imita um outro filme, chamado Momentum Under the Influence, produzido pelo próprio Steele, com o mesmo trabalho de fundo, a mesma música (Jymmy Eat World salvo engano), numa parte que no original é de um dos Hobgoods.
Este filme inclusive era mto legal pois vc podia escolher entre 3 tipos de trilha sonora, punk, normal ou dance, nunca mais vi outro assim, além de ter extras pra caralho.

video


E gostei mto desse video do Maxine Huscenot. Já vale só pela sonzera, mas o surf tá irado tbém.
Eu achei que ele ta imitando o Mineiro. Principalmente nas esquerdas.
Exatamente como Jordy fazia com o Parko, que o KS fazia com o Curren e como o Trekinho faz até hoje em relação ao Dorian.
Admira e imita o jeito de surfar, o estilo, melhor dizendo.
Particularmente  acho o surf do Adriano de Souza em esquerdas meio durão, não me enche os olhos, mas tem mta potencia para compensar a falta de estilo.
Peterson Rosa fez carreira nisso...ainda faz. O que faltava em estilo sobrava em porrada.
Mas Mineiro tem um frontside mto bom, cheio de estilo e harmonia e carregado no power.
Será que a influência do Mineiro sobre surfistas pouco mais jovens que ele próprio é tão grande?
Acredito que sim, ele já esta na mídia há um bom tempo, e os resultados de seu surf são incontestáveis. Então porque não imita-lo? não é?

video





GARIMPO VOCE TUBO



Esse maluco é bom de tubo!!!! Ouvi que vai ajudar na organização do Prime de Balito Bay, podia ver pro Brasil em julho competir no master do Arpex.
Foi o primeiro a realmente "bombar" a prancha dentro do tubo. Hoje em dia neguinho só sai de tubo impossível porque aprendeu com o Shaun.


segunda-feira, 20 de junho de 2011

VETERANOS EM BUSCA DE BOAS ONDAS

Dando uma olhada nos inscritos para as proximas provas do WQS achei umas curiosidades.
No 4 estrelas de El Salvador, que rolará nas mesmas datas do Prime de Balito Bay na Africa do Sul (inicio de Julho), vi inscritos Shane Beschen, californiado ex vice campeão do mundo e um dos poucos que deu um calor no KS nos anos 90 e, pasmem, Richie Collins, veterano competidor californiano dos anos 80 e inicio dos 90, um dos melhores a aplicar floater na história, segundo Fabio Gouveia, saía até caco de osso qdo Richie finalizava seus floaters monstruosos.

Um videozinho do velho Richie para matar a saudades.

NÓS MELHORAMOS OU ELES PIORARAM?

Serão 11 etapas prime no mundial de surf deste ano de 2011. Já rolaram 6, com 3 vitórias canarinho (Alejo em Noronha, Miguel em Trestles e Gabriel em Imbituba).
No WQS Star, divisão abaixo do Prime, que vai de 1 até 6 estrelas, salvo engano temos algumas finais, com duas vitórias até agora, uma de Alan Saulo num campeonato de 1 estrela e uma do Odirlei Coutinho no 5 estrelas Super Surf.
E no WT de 3 etapas vencemos uma e estamos liderando o ranking mundial tradicional, aquele que se inicia e finaliza a cada temporada e que consagra o campeão mundial de cada ano.


Li um artigo interessante no coluna swell sobre a "hegemonia brasileira" no mundial deste ano.
Realmente estamos "impregnando" os gringos esse ano, os resultados mostram isso.


Mas o que realmente me chama a atenção é a diferença no surf de nossos representantes em comparação a nova geração de cada lugar, aos competidores antigos, enfim, perante aos adversários em geral.
Antigamente era até cliché, mar merreca tínhamos alguma chance, nunca favoritos, mas alguma chance. Mar grande, chance alguma.
Hoje em dia independe da condição do mar, a nova geração brasileira já igualou e superou os adversários nas mais diversas condições. Ainda temos que evoluir, lógico, mas no geral, a molecada esta competindo bem e surfando melhor ainda.
Enquanto isso, os novos surfistas vindos das diversas nações do globo reagem com diferentes reações, uns admiram, outros reclamam, mas todos, digo todos, estão observando e correndo atrás, porque é fato que estão surfando em nível inferior, pelo menos nas etapas até aqui. Quem ganhou os outros primes pro exemplo foram Kai Otton, Damien Hobgood (de moleques não tem mais nada) e Julian Wilson que tbém não é mais garoto.
Neste ano confesso que vi poucos moleques gringos chamando a atenção. Richar Cristie e Billy Staralgumacoisa da Nova Zelandia, Heat Joske e Jack Fristone da AUS, Granger Larser do HAW (não considero mais J. Florence e Julian Wilson dessa geração, competem desde sempre), Kolohe Andino (EUA), e mesmo assim estão um nível abaixo de Medina, Pupo e Cardoso por exemplo, talvez o Andino esteja tão bem qto.

Este é o ranking unificado atualizado após o Prime Portugal:


RANK NOME PAIS PONTOS GRANA NO ANO GRANA NA CARREIRA
1 Slater,Kelly  USA 66200 $201250 $2607005
2 Smith,Jordy ZAF 52000 $44500 $570680
3 Fanning,Mick  AUS 43648 $53000 $1457151
4 Burrow,Taj  AUS 43177 $98000 $1503613
5 Flores,Jeremy  FRA 39870 $36900 $527085
6 Durbidge,Bede  AUS 39370 $46500 $779101
7 De Souza,Adriano BRA 38557 $139500 $749895
8 Wright,Owen  AUS 37400 $38250 $314700
9 Buchan,Adrian  AUS 36492 $35600 $546941
10 Hobgood,Damien  USA 35370 $90500 $1043400
11 Bourez,Michel PYF 33650 $44500 $336225
12 Reynolds,Dane  USA 31707 $1500 $358825
13 Parkinson,Joel  AUS 31457 $110000 $1294726
14 Simpson,Brett  USA 29000 $23850 $467200
15 Wilson,Julian  AUS 26646 $79700 $213475
16 Perrow,Kieren  AUS 26545 $28900 $617750
17 Wilkinson,Matt  AUS 26200 $36250 $267775
18 Medina,Gabriel  BRA 25615 $85600 $165300
19 Davidson,Chris  AUS 25607 $32500 $540450
20 Pires,Tiago  PRT 25423 $41700 $508900
21 Hobgood,C.J. USA 25200 $34750 $1142108
22 Andre,Jadson BRA 25182 $53250 $295000
23 Alves,Heitor  BRA 25095 $49250 $397300
24 Melling,Adam  AUS 24957 $56900 $264140
25 Pupo,Miguel  BRA 23891 $67650 $130075
26 Muniz,Alejo  BRA 23841 $76450 $188345
27 Gudauskas,Patrick  USA 23327 $44300 $310050
28 Monteiro,Raoni  BRA 23001 $55250 $475725
29 Payne,Dusty  HAW 21500 $34400 $188400
30 Knox,Taylor  USA 21000 $30500 $1035422
31 Ross,Daniel  AUS 19905 $32600 $338340
32 Cardoso,Willian  BRA 19549 $39850 $220200

Este é o ranking utilizado para definição dos próximos top 32 pós-corte. Então, caso não tivéssemos mais etapas até o corte esta seria a relação final dos próximos tops.

Em relação a nossa seleção, além dos 5 representantes que já estão lá, incluiríamos mais 3, justamente Pupo, Medina e Cardoso.

Sinceramente, ainda acho pouco, temos mtos caras bons de fora, como Wigolly, Camarão, Faria, Jihad, Pigmeu, Mendes, Hizonume, Jano, Simão, Ibeli, Kimerson, Crisanto...a lista é longa.

Sinceramente não sei se fomos nós que melhoramos ou eles que pioraram, o que sei é que nossa molecada evoluiu absurdamente em relação a molecada deles, mas ainda terão que comer mto feijão se quiserem pegar de jeito os tops como KS, Fanning, Parko, Mineiro, Jordy, Dane (se voltar, né?) e isto tbém é um fato.

Mas está mto legal ver essa geração correr atrás como esta fazendo, chegando sempre em "bando" nas oitavas em diante e surfando não de igual para igual, mas melhor, mais bonito, fluido e inventivo que os outros.

O resultado disso veremos nos rankings futuros. Para mim tinhamos que traçar um objetivo, primeiro, bater o record de brasileiros no tour WT, que acho que é de 10 atletas em 2001 e depois ir desbancando os caras por nação até termos mais brasileiros que australianos no circuito. Isso demora, mas do jeito que eles estão surfando, e principalmente, o jeito que nossos moleques estão surfando, vai acontecer mais cedo ou mais tarde.

domingo, 19 de junho de 2011

BRAZILIAN KILLER

Para se consagrar campeão do Prime português Julian Wilson teve que passar por 3 estrelas da novíssima geração brazuca. Caio, Miguel e Gabriel. Façanha que só aumenta o valor da vitória. Sei que os 3 devem estar mordidos, mas ao que tudo indica não faltará oportunidade para encarar o australiano nos anos que virão.

Acho que Miguel e John estavam no mesmo degrau, esticado, o havaiano


Começamos o dia com algumas previsões se confirmando e meu palpite para campeão caindo fora.

Gabriel passou por Jeremy com a melhor apresentação do evento até então, um 8,5 e um 9,87, sinistro o moleque.

video


J. Florence não ficou atrás e tbém ultrapassou a casa dos 18 pontos para mandar Pat Gudauskas pra casa.

video


Miguel passou por Dion Atkinson, confirmando minha previsão, com duas ondas seguras.

video


Jay Quinn não se achou e foi amplamente dominado por Julian Wilson na última das quartas. Pelo menos acertei que o campeão saíria desta bateria.

video


Semi

Gabriel continuou em ritmo alucinante contra John Florence na primeira semi. Rapidamente fez duas boas médias e deixou o havaiano correndo atrás o tempo todo. No final Gabriel ainda fez um 9 para acabar com qualquer esperança. Declarou estar um pouco cansado...nunca um bom sinal.

video


Julian fez com Miguel o que Gabriel tinha feito com John, pegou duas boas logo no inicio, deixando o brasileiro precisando de mto para virar, o que aparentemente desestabilizou Pupo, que estava caindo um pouco da prancha e não se achando mto no mar.

video


Para mim a final durou dois segundos para ser decidida. Enquanto potz e patterson falavam que os 5 min adicionais da final podem ou não ajudar, Medina estava mais atrás no pico e remou, olhou e resolveu não ir na onda, Julian foi e já fez uma média alta. Por mais duas vezes Julian iria pegar a onda desprezada por Medina e fazer nota.
Em seguida, repetindo a tatica da semi, fez logo duas médias e colocou seu adversário nas cordas.

Gabriel bem que procurou, mas depois de ter acertado duas médias razoáveis, uma delas com um aéreo irado, novamente Julian pegou outra onda que o brasileiro não quis e fez um 9,8, fechando o caixão.

Mais tarde ainda fez outro 9 e tal. Mereceu. Estava surfando mto desde o Brasil, mas não tinha acertado o pé ainda.

video


Foi bem legal o pódium todos os 4 finalistas felizes da vida. Pupo mandou, "vejo vcs ano que vem" pode e deve estar enganado, já que com este resultado deve praticamente garantir seu ingresso no WT pós corte, tendo que voltar a Portugal para competir em Peniche, ora pois.

Gabriel tbém parecia estar fazendo contas em sua cabeça, praticamente garantido tbém.

O Campeão na entrevista com Potz disse que era a primeira vez que vinha a Portugal e tinha a informação de que pela época do ano seria um evento em merrecas, mas não foi o que rolou, tinha altas e que no meio da final ficou meio puto com uma nota dada, um 6,9, que segundo ele a partir dali ele fire up e achou os dois 9. Melhor apresentação do evento na final. Parabéns pra ele que não tinha mtos resultados até aqui. Por fim Potz perguntou se ele ia direto pra J Bay ou não, ele respondeu, to indo pra Bali...bobo ele. Home Sick é o caralho.